Vacina contra gripe está disponível para todos os grupos de risco a partir desta segunda

Foto: Ivomar Gomes Pereira

Foto: Ivomar Gomes Pereira

A partir desta segunda-feira (22), todas as pessoas que integram um dos grupos de risco da Campanha de Vacinação contra a Gripe, já podem se dirigir até uma das salas de vacina da rede municipal de saúde para receber sua dose da vacina.  Esta é a segunda fase da 21° edição da campanha e a meta é imunizar 90% dos grupos de risco, o que representa 211.566 pessoas, e assim garantir uma proteção para a população.

D R T .R J .15855 Ivomar Gomes Pereira.

“Até dia 31 de maio devem ser vacinadas pessoas com 60 anos ou mais de idade, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional”, reforça o chefe da seção de imunização da SMS, Fernando Virgolino.

Crianças na faixa etária de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes também integram os grupos de risco e devem receber a dose. Para esses dois públicos a Campanha teve inicio no dia 10 de abril, com um período de vacinação exclusivo.

Prevenção – A vacina da gripe protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS): o A/H1N1; A/H3N2; influenza B. Para ser vacinado o usuário deve compor um dos grupos prioritários para vacinação e comprovar estar inserido no grupo no momento da imunização.

Fernando Virgolino lembra ainda que alguns grupos precisam comprovar a necessidade da vacina, como os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais que devem apresentar, no ato da vacinação, a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina.

“Profissionais de saúde que atuam na rede privada e professores precisam comprovar o vínculo, seja apresentando a carteira do conselho profissional ou declaração da instituição privada especificando cargo/função desempenhada na empresa, no caso dos profissionais da saúde, ou a apresentação do contracheque para comprovar a profissão para os professores”, completou o chefe da Seção de Imunização da SMS.

Contraindicações – A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores, bem como a qualquer componente da vacina ou alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.

Precauções – Em doenças agudas febris moderadas ou graves recomenda-se adiar a vacinação, até a resolução do quadro, com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *